Quais as possibilidades da inteligência artificial?

A inteligência artificial, também conhecida como IA, consegue ser similar à inteligência humana, bem como pode ser aplicada para auxiliar as empresas de muitas maneiras diferentes.

Isso vai muito além de usos mais comuns, como o atendimento ao cliente. Para chegar a esse ponto, ela vem sendo estudada e aperfeiçoada há anos.

Dessa forma, pode ser usada para diferentes necessidades, influenciando até as tomadas de decisão, o que se reflete no posicionamento do negócio no mercado.

Tudo começou em 1956, porque o professor universitário, Joe McCarthy, empregou o termo em uma conferência. Ou seja, apesar de estarmos usando a inteligência artificial agora, ela não começou a ser desenvolvida recentemente.

Também evoluiu muito e, hoje, algumas máquinas conseguem tomar decisões sozinhas, tendo como base dados digitais. Para as empresas isso é muito valioso, pois elas conseguem multiplicar a sua capacidade.

Além de contar com a inteligência humana, podem investir na inteligência artificial e potencializar os seus resultados. Em outras palavras, a companhia se torna mais inteligente.

Hoje, a IA é parte do processo da 4ª Revolução Industrial, então é importante que você compreenda melhor os detalhes sobre o tema. Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar o que é inteligência artificial e como pode auxiliar as empresas.

O que é Inteligência Artificial?

Inteligência Artificial (IA) é a capacidade de máquinas raciocinarem, com base em um processo contínuo que envolve aprender, perceber e tomar decisões de maneira racional.

Antes de seu surgimento, os computadores dependiam da evolução de três pilares, sendo modelos de dados para analisar, classificar e processar; acessar muitos dados não processados e computação potente.

Hoje em dia, uma empresa de calibração de equipamentos de laboratorio, por exemplo, pode contar com a inteligência artificial porque esses três segmentos evoluíram. Eles se tornaram compatíveis com uma fórmula composta por big data, computação em nuvem e bons modelos de dados.

Para que possa existir, a IA passa por um processo de aprendizagem contínuo, baseado em um objetivo predefinido. A máquina é alimentada com informações, e com isso consegue absorver, analisar e organizar dados.

Dessa forma, entende e identifica objetos, pessoas, padrões e reações que não se atêm a um único tipo. Só que apesar de parecer simples, esse ensinamento é algo mais complexo.

Ele depende de várias áreas da ciência da computação, como no caso do Machine Learning. Este, ao invés de programar regras para a máquina e esperar os resultados, faz com que ela obtenha aprendizado por conta própria a partir dos dados.

Ou seja, ela chega ao resultado de maneira autônoma, sendo que esse processo é usado por grandes empresas, como uma de registro gaveta ou, até mesmo, as plataformas de streaming.

Esses sites indicam um filme ou série de acordo com o conteúdo que o usuário acessou, ou seja, trata-se de um sistema que aprende os gostos das pessoas.

Outra área é o Deep Learning, ou seja, um aprendizado profundo da máquina que se baseia em algoritmos complexos que buscam imitar o sistema neural do cérebro humano.

Com isso, consegue aprender determinada área de conhecimento com pouca ou nenhuma supervisão. Pode ser usado para proteger sozinho todo o sistema usado por uma corporação.

Também temos o processamento de linguagem neural que utiliza recursos do machine learning para identificar padrões em conjuntos de dados. Com isso, consegue reconhecer a linguagem neural.

Um exemplo de uso dessa área é a análise de sentimentos usados pelos algoritmos das redes sociais para procurar padrões de postagem. Dessa forma, elas conseguem entender como os usuários se sentem em relação a marcas, produtos e serviços.

Como pode auxiliar as empresas

Antigamente, a IA parecia ser algo distante de nossa realidade, mas hoje está presente, por exemplo, nos processos de uma fabricante de calandra de chapas e no nosso dia a dia de muitas maneiras, como quando fazemos uma pesquisa no Google.

No que diz respeito às organizações, ela pode auxiliar em muitas tarefas que antes dependiam exclusivamente da ação humana. Só que isso não deve ser confundido com substituir o talento humano, mas sim, otimizar os processos e melhorar os resultados.

Em outras palavras, ao invés de se preocuparem com tarefas manuais, os profissionais se atém a questões estratégicas que dependem de suas competências. Devido a esse auxílio, cerca de 90% dos gestores pretendem adotar algum tipo de solução que envolva a inteligência artificial, de acordo com uma pesquisa realizada em 2019.

Portanto, podemos interpretar que essa tecnologia se tornou essencial no mercado moderno para atender às demandas existentes. Então, as empresas que ficarem de fora podem assumir prejuízos e serem engolidas pelo mercado.

Por exemplo, ao pesquisar por tanque de aço carbono preço, o consumidor vai preferir a marca que oferece um atendimento mais ágil e preciso, que envolva um processo de produção mais inteligente, dentre outros fatores. Você deve estar se perguntando como é possível que ele identifique essas características, mas não é difícil saber.

O uso da inteligência artificial vai impactar diretamente na experiência do consumidor, tanto em seu contato com a marca quanto na qualidade do produto. O atendimento ao cliente é o ponto mais explícito e poderá ser sentido quando o cliente precisar dele.

Então, estar por dentro dessas mudanças e usá-las a seu favor vai evitar que sua empresa seja ultrapassada pela concorrência.

A inteligência artificial aplicada aos seus processos só tende a melhorar os seus resultados. E dentre as formas como ela pode auxiliar um negócio, como as empresas de usinagem, temos:

  • Recrutamento inteligente;
  • Chatbots;
  • Desempenho dos colaboradores;
  • Recomendação no site;
  • Otimização de softwares;
  • Assistente virtual;
  • Sistemas de segurança;
  • Automatizar processos.

A IA pode ajudar a companhia a mapear os melhores profissionais para as vagas disponíveis. Então, esse processo passa a ser mais ágil e menos custoso para a organização.

Os chatbots ajudam a melhorar o atendimento ao cliente de maneira considerável. O contato entre público e marca é feito por máquinas que interagem de maneira pré-programada.

Podem ser aplicados em atendimentos por chat e telefônico, padronizando o atendimento e melhorando a experiência dos clientes. Uma fabricante de graxa de silicone, por exemplo, também pode formar uma base de dados a respeito do desempenho de seus colaboradores.

A IA entra nesse processo para avaliar a performance deles e fazer uma previsão sobre o andamento do trabalho em equipe. E não são apenas as empresas físicas que podem se beneficiar da inteligência artificial, mas também o comércio eletrônico.

Um site de vendas pode usar essa tecnologia para oferecer produtos e serviços mais adequados às necessidades de seus clientes, de acordo com seus gostos, pesquisas e compras anteriores.

Por exemplo, quando o cliente procura um modelo de terno, a plataforma e-commerce pode disponibilizar ao lado uma seleção de itens semelhantes e até relacionados, como cintos e sapatos que combinem com o terno.

Outra maneira de usar a IA é na melhoria dos softwares usados pela companhia, como no caso de uma empresa de manutenção de áreas verdes. Alguns deles são CRM e sistemas de gestão empresarial.

A tecnologia também pode estar presente como uma assistente virtual, e essa solução tem sido adotada pelas principais marcas de variados mercados, para auxiliar no dia a dia das pessoas.

Dentro das corporações, esse mesmo modelo pode ser usado por gestores, colaboradores e líderes de equipe para facilitar as tarefas diárias.

Isso vai impactar de maneira positiva a produtividade, além de possibilitar que os clientes usem melhor os produtos e serviços oferecidos. Os mecanismos de segurança também são beneficiados, visto que podem ser protegidos de diversos ataques. Portanto, é uma maneira de proteger as informações da organização.

Por fim, a inteligência artificial pode ser usada para automatizar os processos da companhia, como no caso de uma desenvolvedora de ERP para pequenas empresas. Seu uso pode se dar em diferentes áreas e conquistar melhores resultados. Por exemplo, é possível usar a IA no estoque, na produção e até na logística da corporação. Isso reduz erros e otimiza as operações.

Conclusão

A tecnologia é nossa aliada e a inteligência artificial é uma prova disso. Saber usá-la é importante, mas para isso é preciso compreendê-la.

Existem muitas formas de ser aplicada pelas empresas, como você viu neste artigo, mas isso não significa que você precise adotar todas as soluções.

O melhor da IA é que ela pode se adequar às suas necessidades e à realidade do seu negócio. Então, se você tem o objetivo, por exemplo, de melhorar o atendimento ao cliente, pode lançar mão dos chatbots.

Conforme sua empresa for crescendo e suas demandas se modificarem, você pode empregar outras formas da inteligência artificial ao seu negócio. O importante é que ela esteja presente de alguma maneira no seu cotidiano.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Lucas Adiers Stefanello
27 de janeiro de 2021

Comentários

Você também pode gostar de ler

CONHEÇA A INCUCA TECH

Empresa de soluções tecnológicas em sistemas de informação e comunicação – TICs sob medida para pessoas, empresas e projetos na internet.
+ DESCUBRATERMOS DE USOPOLÍTICA DE PRIVACIDADE
InCuca Play

ENDEREÇO POSTAL

Rua das Garças, 474 Campeche – Florianópolis/SC – Brasil CEP: 88063-085
WhatsApp

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram