Escrito por Angela Mansim

avatar

Gestão de Marca para Negócios Digitais

No momento de mercado atual, todo empreendedor precisa entender seu negócio muito além do que uma troca de serviços ou produtos com seus consumidores. Afinal, para se diferenciar de outros empreendimentos, quem entrega mais valor para seus clientes e stakeholders se destaca no mercado.

Entregar valor faz parte da criação do seu oceano azul. E o mar está cada vez menos para peixes, em meio a tantos tubarões no digital.

Negócios digitais do presente

A gestão de marca tem como pressuposto uma visão holística e integradora de todas as partes de um negócio. É pensar a longo prazo e é pensar no todo, mas também é construir ações a curto prazo e se atentar aos detalhes.

Nisto, muitas empresas têm feito péssimas decisões, pois fazem ações sem propósito e não dão atenção aos acontecimentos pequenos – porém significativos – em seu dia-a-dia.

Por exemplo, fazer uma boa gestão de marca é pensar e estar pronto para fazer uma boa gestão de conflito. No digital, o que parece ser apenas um review negativo, pode se transformar em uma bola de neve na comunidade dos clientes e simpatizantes. Isso, se a marca não agir com proatividade e se posicionar assertivamente.

Por isso, é preciso estar pronto, ser humilde e não ter medo de agir no momento. Será que a sua marca está pronta para um momento de conflito desses?

Um outro exemplo, que infelizmente acontece com bastante recorrência, é o fato dos negócios se auto-iludirem com estratégias feitas por todos os seus concorrentes e acharem que é só seguir uma receita de bolo. Uma receita que só vai fazer a sua empresa se tornar igual a todas as outras.

Normalmente, essa ilusão segue as tendências/moda de sua época, como por exemplo os tão atuais conselhos dos gurus do marketing digital. Será que você deve fazer tudo que eles fazem?

Será mesmo que faz sentido fazer algo que não tem a ver com seu negócio e tentar dar conta de tudo ao invés de dar o seu melhor em uma ação significativa e específica?

Gestão de marca é uma jornada no autoconhecimento das pessoas e do negócio. E ter clareza do que se é e do que não se é enquanto marca elimina automaticamente inúmeras possibilidades e dúvidas.

Gestão de marca na prática

Aqui vão algumas dicas nossas para você gerir a sua marca no ambiente digital:

Não seja medroso

Não fuja do risco, pois “o nível de sucesso que você vai alcançar na sua vida é diretamente proporcional ao número de decisões difíceis que você toma”, já diria Tim Ferriss. O medo faz as marcas ficarem em cima do muro, imitarem as concorrentes e não expressarem suas opiniões verdadeiramente.

Não tenha um negócio sem sal, encha sua marca de propósito e divulgue abertamente seus valores. E não se preocupe, os clientes vão se identificar com a sua empresa naturalmente e criar um laço forte por causa disso, sem falar na propaganda boca-a-boca.

Não subestime os detalhes

A diferença está nas minúcias. Sabe aquele copo de café do Starbucks que você recebe com o seu nome escrito? Parece besteira, mas escrever o nome do cliente faz ele se sentir parte, pertencer e se sentir importante no seu negócio. Isso gera uma série de reações pequenas, como risadas quando o nome está escrito de uma maneira errada (o que não é nenhum problema) ou postagens nas redes sociais com os copos personalizados.

O importante é que essa pequena ação diz muito sobre a marca. Uma coisa que parece tão simples, em uma escala maior, pode virar o ritual mais importante para os clientes. Ou você quer ir hoje no Starbucks e não ter seu nome escrito no copo?

Não siga a maioria

Sabe aquela metodologia inovadora que todo mundo está implementando? Estude, entenda seu potencial, mas só implemente se fizer sentido para a sua marca. Aprenda a dizer não e otimize o seu tempo e o tempo dos seus colaboradores.

Se sentir um peixe fora d’água faz parte da rotina dos negócios verdadeiramente inovadores. Empodere-se e tome decisões fortes, proteja seu negócio da mediocridade.

Só se inspire nos melhores

Reveja a sua caixinha de referências. Será que você está perseguindo as melhores inspirações ou está seguindo o que todo mundo já sabe, já faz e já segue? Não se contente com as inspirações da sua própria área, traga multidisciplinariedade para seu micro-universo empreendedor.

Não se contente com coisas pequenas, persiga alvos maiores e tenha metas mais ambiciosas de onde você quer chegar com a sua marca. Grandes líderes têm excelentes inspirações e inspiram seus colaboradores com a visão do negócio.

Uma dica é divulgar essas referências e inspirações da sua marca publicamente na sua comunicação, pois além de criar laços com as pessoas, você atrai clientes que se identificam com seu negócio, aumenta a sua rede de contatos e deixa ainda mais clara como é a personalidade da sua marca para todos. Não se esqueça, uma marca é como uma pessoa e precisa ter opiniões, valores e muita personalidade.

Entregar valor primeiro, depois vender

Nos últimos anos acompanhamos uma mudança de era, pois agora os consumidores são os grandes protagonistas e, como diria Facundo Guerra, “consumir será, cada vez mais, um ato político”.

Para isso, precisamos utilizar as plataformas do nosso negócio digital para fazer muito mais do que vender, mas entregar valor real para os clientes, seja gerando conteúdo de qualidade ou criando uma comunidade de pessoas em volta de um objetivo em comum. 

Não se satisfaça com pouco, pense no impacto positivo que o seu negócio pode gerar e não se contente em construir um negócio convencional com uma marca sem graça.

A InCuca tem um serviço que chamamos carinhosamente de Evolução, para ajudar negócios a pensarem em crescer na sua estratégia tecnológica e implementar tecnologias na prática. Se você precisa de um suporte de peso para a sua marca, fale com a gente por aqui.