google analytics

Escrito por Lucas Adiers Stefanello

avatar

Entenda a análise básica do Google Analytics

O Google Analytics, plataforma de análise de dados, é uma ótima forma para começar a mensurar o resultado de seus investimentos. Com esse recurso, é possível controlar cada informação e utilizá-la como base de sua eficiência e atuação digital. Por isso, o início da mensuração de resultados de suas ações digitais é muito mais acessível do que parece!

Sabendo utilizar o Google Analytics, mesmo que em sua versão gratuita, seu negócio pode ter um grande diferencial. Quer saber como impulsionar suas vendas e atingir seus objetivos de marketing? Entenda já como realizar a análise básica do Google Analytics!

Análise básica do Google Analytics

Em primeiro lugar, é necessário explicar o funcionamento básico do Google Analytics. Inicialmente, gera-se o chamado Código de Acompanhamento. Esse simples script é colocado no HTML do site que você deseja monitorar.

Após inserir o código, a ferramenta examina sua validade por meio de um programa autônomo. Com isso, os acessos começam a ser monitorados e a gerar estatísticas.

Feito isso, o primeiro contato de descoberta do Google Analytics é a interface. Afinal, para uma análise básica, é preciso primeiramente entender as opções e métricas à sua disposição.

Em um primeiro momento, vale a pena partir de um caminho lógico para iniciar sua análise. Quais são os dados e as métricas que seu negócio precisa ter conhecimento agora? Como eles auxiliam na tomada de decisão?

Respondendo essas perguntas, já é possível evitar um erro básico de quem começa a utilizar o Google Analytics: focar em métricas de vaidade, que não contribuem para sua empresa, não é útil. Da mesma forma, investir em novas ações ou soluções digitais sem considerar uma análise mais completa não é indicado. É preciso saber como esses números conversam com o seu problema.

Número de acessos e informações no Google Analytics

É importante compreender que, para que o Google Analytics calcule suas métricas, ele parte desses dois dados. No caso, dados já previamente calculados e dados imediatos. A métrica define usuários a partir da frequência de visitantes únicos em sua página.

A primeira métrica é calculada considerando um período específico. Os usuários são mapeados a partir de seus pontos de acesso. Assim, o que a ferrramenta faz é consultar esses dados e exportar relatórios em um período de tempo específico.

Já os dados imediatos são contabilizados quando mais variáveis são geradas por esse horário. A função do Google Analytics é calcular os usuários por meio dos cookies armazenados em seu navegador. A partir desses cookies (que, importante lembrar, devem ser autorizados pelo usuário) determina-se sua atividade.

Quanto maior a frequência dos visitantes, maiores as métricas. Informações específicas são agrupadas em um conjunto de ações, chamadas sessões. Uma sessão é considerada de acordo com o tempo de ação e interações do usuário durante o acesso. A taxa de sessões interrompidas após um tempo específico é chamada bounce rate.

Outra informação útil do Google Analytics é a fonte de tráfego. Fontes externas que geram visitas em seu site são identificadas. A partir dessa informação, é possível mensurar a efetividade de suas campanhas e canais de origem de seus acessos.

Onde encontro os dados do Google Analytics?

Esses dados são de fácil acesso, constando em um relatório resumido no painel inicial. No menu à esquerda, é possível pesquisar relatórios e métricas, com base em períodos e análises feitas pela plataforma.

Como analisar e corrigir os dados do Google Analytics

Para uma análise e ajuste de dados eficiente no Google Analytics, é preciso entender sobre dimensões primárias e secundárias.

Dimensões primárias são o parâmetro principal de análise no Google Analytics. São métricas de “páginas” e “origem”, por exemplo. A partir dessas dimensões, é analisado o desempenho geral em suas páginas. Daí partem métricas como número de visitantes, tempo médio de visita, etc.

Dimensões secundárias são aprofundamentos das dimensões primárias. São dados como a origem de tráfego (orgânico, referência, redes sociais, etc.), ou a palavra-chave utilizada pelos visitantes.

Em alguns casos, dados específicos são ausentes no Google Analytics. São informações rotuladas como not set. Isso pode ocorrer, dependendo da dimensão secundária, por erros de codificação das tags ou mesmo na própria configuração de seu Google Analytics. Certifique-se de que há um serviço de monitoramento contínuo para a boa manutenção de sua plataforma.

Como sua empresa realiza a análise básica no Google Analytics? A InCuca pode melhorar seu desempenho em marketing digital com o serviço de Performance SEO. Entre em contato e saiba mais!