otimizar SEO e-commerce
,

Escrito por Samuel Adiers Stefanello

avatar

Como otimizar o SEO de um e-commerce

Como sua loja virtual está sendo encontrada pelo seu público? Seu cliente ideal encontra seu produto em sua jornada de compra? Saber otimizar o SEO de e-commerce é altamente importante para que a plataforma seja bem posicionada pelo ranqueamento de buscadores como o Google. E, com isso, seu e-commerce ganha tráfego mais bem qualificado e direcionado para seus produtos.

Quando bem feitas, as estratégias de otimização de comércio eletrônico ajudarão você a ter uma classificação melhor de suas páginas e fornecerão as melhores soluções para a intenção de pesquisa do usuário. A otimização de e-commerce pode gerar uma fonte contínua e gratuita de tráfego orgânico de alta conversão para seu site. Isso significa menos dependência de investimentos com anúncios, uma vantagem para qualquer negócio online.

No artigo de hoje, falaremos mais sobre como otimizar SEO de e-commerce para que suas estratégias de venda tenham maior eficiência. Não se trata apenas de investimento em campanhas pagas. A otimização de palavras-chave é um trabalho que envolve melhora no seu conteúdo, ferramentas e um mindset orientado a resultados. Confira mais a seguir!

otimizar SEO e-commerce

1. Comece organizando a estrutura de sua plataforma para otimizar SEO de e-commerce

Otimizar SEO de e-commerce começa, justamente, pela estrutura de sua plataforma. Ao definir palavras-chave que estejam ligadas ao conteúdo de suas páginas, é importante que comecem a ser elencadas as prioridades de cada departamento de seu e-commerce. Suas seções estão atualizadas com os termos certos? Uma nova sessão de um usuário ao buscar um termo será relevante?

Uma das grandes vantagens de ter uma plataforma de e-commerce está em sua personalização. Para otimizar seu SEO, isso é valioso. Ter uma URL limpa, por exemplo, gera uma experiência mais amigável para seu usuário e ajuda no ranqueamento. Esse tipo de URL é facilmente compreensível, curta e simples. Por exemplo: www.exemplo.com.br/URL-limpa parece mais amigável e confiável do que www.exemplo.com.br/dbi02-double/?CE$FfsXZgq5icg==, não é mesmo?

Ainda, vale a pena repassar os conceitos básicos de SEO. Realize manutenções constantes para que a navegação, tags, metatags e descrições de elementos estejam bem alinhadas. Dessa forma, o alcance orgânico de seu e-commerce pode permanecer sólido e sua loja virtual mais atrativa também para seus potenciais clientes.

2. Aproveite o máximo do rastreamento de engines de busca

O Googlebot determina para cada site um tempo para o rastreamento Uma das técnicas para se otimizar SEO de e-commerce é, justamente, fazer com que ele rastreia o máximo e o melhor possível de páginas de sua loja. Essa prática é chamada de CBO (Crawl Budget Optimization).

Para que esse rastreamento possa ser aproveitado ao máximo, é importante que o sitemap de seu site esteja bem atualizado. Serviços como o Google Search Console oferecem a opção de disponibilizar a versão para que ela seja lida por meio do script robots.txt.

Outra prática relevante para o rastreamento otimizado está em filtrar o index ao máximo, eliminando resultados de pesquisa irrelevantes. Com uma análise periódica dos logs, é possível entender melhor a frequência de rastreamento e áreas de maior interesse pelos crawlers do Google. Ter um suporte especializado no SEO é essencial para essa seleção do index.

3. Invista em palavras-chave de cauda longa

Palavras-chave com alta abrangência costumam ter uma taxa de conversão mais diluída. Ou seja, torna-se difícil otimizar o SEO de e-commerce utilizando apenas termos genéricos. Em campanhas pagas, por exemplo, isso pode comprometer o budget e o CTR dos termos escolhidos.

Já as palavras-chave específicas têm o efeito cauda longa. Ou seja, são termos que apresentam maior potencial de conversão e continuam gerando tráfego a longo prazo. Assim, sua estratégia luta por palavras-chave menos concorridas e ganha a chance de se posicionar melhor.

Para definir as melhores palavras-chave cauda longa, você pode utilizar ferramentas como Keyword Magic Tool, Google Trends ou a própria sugestão da barra de pesquisa do Google.

4. Melhore sua estratégia de link building

Os links continuam sendo um dos principais fatores de classificação para o Google. Por isso, é fundamental ter uma estratégia de SEO sólida também em termos de link building.

Nessa hora, é importante corrigir links quebrados em suas páginas, identificar backlinks de outros sites para o seu, atrair links internos de alta qualidade, entre outras coisas.

5. ​​​​​​​Utilize estrategicamente avaliações dos usuários

As avaliações e comentários de usuários sobre seus produtos/serviços podem ser uma tática bastante persuasiva para elevar as conversões de sua loja virtual. Eles são a prova social do que seus clientes realmente pensam sobre seus produtos/serviços, o que cria um senso de confiança em torno de seu e-commerce.

Além disso, esse tipo de conteúdo gerado pelo usuário fornece uma visão mais profunda das palavras que seus clientes usam para descrever seus produtos/serviços. Depois de ter essas informações, você pode criar ainda mais conteúdo e otimização com base em palavras-chave de cauda longa que você coletou de comentários.

Entretanto, para otimizar e potencializar ainda mais os resultados desse canal, além de exibir as análises em sua página, é importante também sinalizar para o Google quais informações deseja indexar. Ao tornar mais fácil para seus clientes avaliarem seu produto e para o Google obter essas informações, você estará atuando para aumentar sua classificação.

Para exibir resenhas em formato rich snippet, você deve incorporar o código HTML correto em seu site para cada resenha de produto que receber. Se estiver usando o WordPress, ferramentas como o Raven Schema geram automaticamente o código HTML. O WooCommerce Product Reviews Pro também pode fornecer uma maneira mais envolvente de apresentar as avaliações.

6. Otimize ainda mais a experiência do usuário

O investimento em UX (User Experience) é muito relevante para o ranqueamento do Google. Páginas responsivas, que carregam rapidamente e são simples de ser navegadas influenciam diretamente no posicionamento de seu e-commerce.

É importante investir em soluções e profissionais especializados que possam implementar boas práticas de UX. Porém, é possível já começar a implementar práticas que otimizarão a experiência de seu usuário, como pensar em formas de melhorar páginas com alta taxa de rejeição. Ferramentas como o Hotjar, que oferecem mapa de calor das páginas, podem ser úteis nesse tipo de otimização.

Na InCuca, realizamos a otimização de SEO de e-commerce e demais plataformas digitais para que você venda mais online. Fale conosco através do chat e peça já um orçamento personalizado.​​​​​​​