otimizar segurança e-commerce

Escrito por Samuel Adiers Stefanello

avatar

Como otimizar a segurança do seu e-commerce

Os canais de e-commerce estão mais na vitrine do que nunca. De maio do ano passado para maio de 2020, as vendas online no país cresceram 137,35%, conforme o índice MCC-ENET, desenvolvido pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) em parceria com o Movimento Compre & Confie. E, para suportar esse incremento e dar escalabilidade para as operações, é fundamental buscar formas de como otimizar segurança do e-commerce de seu negócio.

Você, empreendedor ou profissional de marketing já ouviu o ditado: “uma grama de prevenção vale um quilo de cura”? Esse tipo de sabedoria popular pode ser aplicado a diversas decisões empresariais, visando evitar grandes transtornos futuros nas operações e junto aos clientes.

Um vazamento de dados, ataque ou fraude nas plataformas de comércio eletrônico pode ser realmente catastrófico para qualquer negócio, gerando problemas de imagem, de credibilidade, jurídicos e financeiros que podem prejudicar a perenidade da marca no mercado.

Diante de consequências que podem ser tão nocivas, adotar práticas que elevem a segurança dos canais digitais realmente valerá a pena ao longo do tempo – é como um seguro de vida, faz sentido ter antes e não depois da ocorrência.

Então, que tal descobrir mais sobre como otimizar segurança do e-commerce e começar a blindar seus canais contra esse tipo de incidência? Para isso, confira nossas dicas a seguir.

otimizar segurança e-commerce

Como otimizar segurança do e-commerce: 6 dicas valiosas

Conforme uma pesquisa da Worldpay, mais de 25% dos participantes afirmaram considerar a falta de segurança o principal motivo para abandonarem um carrinho de compras nas plataformas de comércio eletrônico.

Converta isso em vendas perdidas e você terá mais um dado que demonstra como é importante trabalhar para elevar a segurança de seu e-commerce. Você pode começar pelos itens que traremos agora:

1. Backup de dados

Para que, após um eventual ataque, os dados de seu e-commerce possam ser recuperados, o backup é indispensável. O recomendado é utilizar um sistema de backup em nuvem. Isso porque, por exemplo, em situações como ciberataques a computadores locais, essa cópia na nuvem garantirá que você não perca os dados e fique com uma versão não contaminada desses.

Além disso, o backup dos dados, idealmente, deve ser feito de modo automático e frequente. Esse cuidado será importante para reduzir as possibilidades de perda de dados entre as cópias de segurança.

2. Segurança mobile

O principal meio de acesso à internet do brasileiro é o celular. E esse dispositivo é cada vez mais utilizado também para compras eletrônicas, o que o coloca na mira de cibercriminosos. De fato, conforme dados trazidos pela Harvard Business Review (HBR), apesar de se tornar um alvo preferencial para hackers, a segurança mobile ainda não é priorizada pelas empresas.

Entre as ações para elevar a segurança mobile, podem estar a utilização de Secure Sockets Layer (SSL) para criptografar todos os dados transmitidos do app de sua loja virtual e a adoção de ferramentas de detecção de fraude mobile.

3. Senhas seguras

Esse é um cuidado simples, mas extremamente importante. Senhas fracas são facilmente descobertas por cibercriminosos e, ao fazê-lo, eles poderão ter acesso ao cadastro do cliente em questão na sua loja virtual. Assim, para evitar que o cliente exponha-se e, por consequência, exponha seu e-commerce, é importante que ele crie uma senha única e mais segura para uso em seu canal de vendas online.

Assim, permita que apenas senhas fortes sejam utilizadas nos cadastros. Essas senhas geralmente são compostas por, pelo menos, uma letra maiúscula, números não sequenciais, caracteres especiais e letras minúsculas. Também crie regras para que elas sejam atualizadas com frequência.

4. Sistema antifraude

Para evitar golpes cibernéticos e ações de má-fé, incluindo o uso de cartões clonados, integre à sua plataforma de e-commerce um bom sistema antifraude. Esse tipo de solução detecta ameaças – trazidas por pessoas ou por bots – e impede que elas invadam o sistema da empresa.

5. Sistema de pagamento

Um dos aspectos mais importantes para o sucesso do e-commerce é a qualidade e confiabilidade de seu sistema de pagamento. Assim, é fundamental contar com sistemas de pagamento de credibilidade e boa reputação no mercado.

Se tiver dúvidas na escolha e integração, uma empresa especializada em lojas virtuais pode assessorá-lo na melhor decisão.

6. Políticas de segurança

Na hora de planejar como otimizar segurança do e-commerce, é importante, naturalmente, rever suas políticas de segurança. Novas ameaças surgem constantemente e é preciso ter certeza de que sua loja virtual não apresenta vulnerabilidade e está pronta para combatê-las.

Isso inclui utilizar plugins de segurança atualizados (se sua loja utiliza o WordPress lá há vários deles) e o uso de protocolos de proteção e certificados de segurança como o Certificado Digital SSL e o TLS.

O uso desses recursos ajudará, ainda, no ranqueamento de seu canal em buscadores, já que motores pesquisa, como o Google, levam em consideração seu uso para conferir maior relevância à página.

Como vimos, é melhor prevenir do que remediar, especialmente porque o número de golpes virtuais disparou durante a pandemia – somente os casos de phishing, por exemplo, registraram um incremento de 70% no pós-Covid-19, conforme levantamento da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Sua empresa está preparada para garantir a segurança do seu e-commerce nesse cenário?

Diante disso, é fundamental criar um plano de ação de como otimizar segurança do e-commerce. A InCuca está pronta para ajudar você nesse desafio, realizando um serviço de prevenção constante, otimizando, fazendo manutenção recorrente e cuidando das plataformas digitais e garantindo que elas estejam alinhadas às melhores e mais modernas práticas de segurança para lojas virtuais.

Fale conosco agora mesmo e solicite um orçamento através do chat no nosso site